DIVÓRCIO: no Ocidente nos afeta, mas na ÍNDIA a vida se DESTROÇA para sempre!

Você já pensou em se divorciar? Na nossa sociedade, é algo que só rompe o coração em mil pedaços, pois na maioria dos casos as mulheres têm a força para se levantar e avançar com tudo para cima do que pretendemos fazer. No entanto, existem sociedades no mundo em que tais rupturas acabam exercendo uma pressão enorme sobre as mulheres, ao ponto de terem medo de pensar em pedir a separação de seus maridos. Por exemplo, na ÍNDIA. Muitas mulheres muçulmanas nesse país preferem morrer do que se divorciarem. Por quê? Cultura, religião e numerosas ideologias não dão às indianas a possibilidade de considerarem o divórcio, pois sabem que as consequências destruirão suas vidas para sempre. No entanto, o problema é complicado ao extremo, quando são os seus maridos que pedem o divórcio sem qualquer explicação.

via GIPHY

Infelizmente, há leis que continuam deixando as mulheres em segundo plano. Sim sim! Nós temos consciência que no nosso século não é certo fazer esse tipo de coisa, mas é fato. Alguns dias atrás, algumas informações surgiram sobre a estrita lei muçulmana do triple talaq, que consiste em pedir divórcio das mulheres sem aviso prévio, sem qualquer explicação e simplesmente usando a negação. Uma história que na Índia é repetida dia a dia também. Por sorte, há esposas com a coragem de denunciá-lo.

Este é o caso de Shayara, uma indiana de 35 anos de idade. Ela é divorciada e muçulmana (como outrs 170 milhões de pessoas na Índia). Shayara tem uma luta: pôr fim à lei que permite aos homens muçulmanos se divorciarem simplesmente repetindo a frase três vezes. Eles podem fazê-lo, mesmo por telefone ou por carta. Ela recebeu uma carta de seu marido há um ano com a frase "Eu me divorcio de você",  escrito três vezes. Assim, com esse simples gesto, seu casamento de 13 anos terminou, sem que ela pudesse comentar ou receber aconselhamento jurídico de qualquer tipo. Em seu caso, o divórcio ocorreu quando ela começou a se recuperar de uma depressão, causada pelos seis abortos que seu marido a obrigou a sofrer, depois de ter dois filhos. O QUE?

Certamente você acha que a melhor coisa que poderia ter acontecido com ela seria que esse cara a deixasse, certo? Bem, o contrário. Nesta sociedade retrógrada ser divorciada é ser uma vergonha, uma humilhação na sociedade. O processo dura anos e as mulheres não têm direito a nada para viverem de maneira digna ou alimentarem seus filhos (se os tiverem). Além disso, para elas, não é fácil encontrar um emprego (muitas dependiam do marido durante o casamento), nem é fácil para elas reconstruirem suas vidas, uma vez que uma mulher divorciada é uma vergonha aos olhos das pessoas. Sem comentários!

Por que ninguém levanta a voz contra isso como Shayara fez??

Simplesmente porque haverá muitas pessoas que as insultam e acusam seu comportamento. Durante o julgamento, esta mulher corajosa foi acusada de ser uma traidora por clérigos muçulmanos e de insultar e ridicularizar sua religião. Outras vozes a apoiaram, incluindo o primeiro-ministro Narendra Modi, que declarou a prática inconstitucional.

Um caminho que, como você pode ver, não é fácil!
 

O que você acha do divórcio?

por Ana Rosa Welerson